Teste de DNA descarta paternidade de Lugo

Fernando Lugo não é o pai de um dos filhos de Benigna Leguizamón, empregada do ex-presidente do Paraguai quando este era bispo do departamento de San Pedro

Assunção – Um teste de DNA revelado nesta quinta-feira descartou que Fernando Lugo seja o pai de um dos filhos de Benigna Leguizamón, empregada do ex-presidente do Paraguai quando este era bispo do departamento de San Pedro.

Em representação de Lugo, seu advogado, Marcos Fariña, recebeu os resultados do exame solicitado pela juíza Graciela Ovelar, em Ciudad del Este, perto da fronteira com o Brasil.

Chorando e mostrando indignação, Leguizamón jogou um copo de água em Fariña, e sua advogada, Adela Acuña, anunciou ações judiciais contra o laboratório encarregado do teste pela suposta militância das pessoas que extraíram as amostras de sangue na Frente Guasú, o partido de Lugo.

Em declarações transmitidas ao vivo pela Rádio Ñandutí, Fariña destacou que o laboratório foi proposto pela juíza e que “não existe a mínima possibilidade de adulteração dos resultados”.

“Jamais existiu a possibilidade de que fosse Lugo” o pai do menino Lucas Fernando, de 10 anos, que segundo Leguizamón foi concebido durante a relação sentimental que teve com o então bispo de San Pedro, do que era empregada.

“Essa relação nunca existiu”, disse o advogado do ex-presidente, cassado no dia 22 de junho do ano passado em um julgamento político, e que agora é candidato a senador pela Frente Guasú no pleito geral do próximo domingo no Paraguai.


“Ela como mãe sabe muito bem quem é o pai”, acrescentou o advogado do ex-bispo e ex-presidente, que reconheceu a paternidade de outras duas crianças quando, em outro processo, as três análises de DNA efetuadas deram negativo, como neste caso.

Fariña negou também as alegações de Leguizamón de que Lugo lhe deu ajuda financeira para manter o filho.

Por sua vez, Acuña disse ter pedido que outro laboratório fizesse os exames por conhecer o envolvimento do escolhido pela juíza com a Frente Guasú, antes que o resultado de hoje fosse divulgado.

“Isso não é um jogo de futebol que tem revanche, isso é determinante, é uma prova científica que não deixa nenhuma dúvida”, observou a respeito Fariña.