Terrorista é morto em ataque contra quartel na Argélia

O ministério detalhou que os soldados de um posto de vigilância próximo ao local do araque reagiram rapidamente e mataram um terrorista

Argélia – O Ministério da Defesa argelino informou nesta sexta-feira que na tentativa de ataque de um quartel militar na segunda-feira passada na província de Jenshela, 470 quilômetros ao leste de Argel, participaram oito terroristas dos quais um morreu e vários ficaram feridos.

Segundo um comunicado ministerial divulgado pela agência oficial “APS”, um grupo armado sequestrou um caminhão de abastecimento de um dos quartéis da província de Jenshela, com o motorista e seu ajudante, quando estava a 5 quilômetros das instalações militares.

O ministério detalhou que os soldados de um posto de vigilância próximo ao local do araque reagiram rapidamente e mataram um terrorista, feriram vários e apreenderam um fuzil automático e de um lança-granadas.

A mesma fonte informou que os assaltantes fugiram e abandonaram o motorista, que passa bem. No entanto, o comunicado indicou que seu ajudante foi sequestrado pelos terroristas.

O Ministério da Defesa, que não costuma informar sobre esses fatos, que chegam ao conhecimento público através de vazamentos à imprensa, chamou a atenção da mídia nacional e reiterou “a necessidade de verificar as informações” antes de publicá-las.

Ontem, o jornal argelino Al Ajbar informou que 50 terroristas haviam tentado atacar na segunda-feira passada um quartel militar em dita província e que o exército tinha empregado aviões, helicópteros e artilharia para fazer-lhes frente.

Segundo o periódico, dois assaltantes morreram e um ficou ferido e detido.