Terremoto de 7,1 graus sacode de novo nordeste do Japão

O novo tremor forçou a evacuação temporária dos trabalhadores da usina nuclear de Fukushima Daiichi por motivos de segurança

Tóquio – Um terremoto de 7,1 graus na escala aberta de Richter sacudiu nesta segunda-feira de novo o nordeste do Japão e provocou um alerta de tsunami no litoral dessa região, informou a Agência Meteorológica japonesa.

O terremoto aconteceu às 17h16 (hora local, 5h16 de Brasília) com epicentro a dez quilômetros de profundidade na província de Fukushima, onde atingiu o grau 6 na escala japonesa de 7, que se centra mais no alcance que na intensidade do tremor.

O terremoto levou a evacuação temporária dos trabalhadores da usina nuclear de Fukushima Daiichi por motivos de segurança, segundo um porta-voz da Tepco, a operadora da unidade, seriamente danificada pelo forte terremoto e tsunami de 9 graus de há um mês.

A Tepco também assinalou que não há mudanças nos parâmetros de radioatividade em torno da usina nuclear após o terremoto, que no entanto cortou a provisão elétrica externa para bombear água nos reatores 1, 2 e 3.

Por isso, se está tentando refrigerar manualmente essas unidades com os caminhões de bombeiros, indicou a Tepco.

O terremoto não afetou por outro lado à provisão de energia da unidade de Fukushima Daini, cerca de dez quilômetros da de Daiichi, segundo informaram tanto a Tepco como a Agência de Segurança Nuclear japonesa.

As autoridades da vizinha província de Ibaraki assinalaram por sua vez que também não há relatórios de danos nas usinas nucleares dessa região.

Após o terremoto, a Agência Meteorológica emitiu um alerta de tsunami na província de Ibaraki por ondas de até dois metros, enquanto nas províncias de Miyagi, Fukushima e Chiba se avisou de ondas de até um metro.

O terremoto de 7,1 graus foi seguido de uma réplica de 6 graus Richter um minuto mais tarde e outra de 5,6 graus às 17h26 (5h26), todas elas com epicentro na província de Fukushima.