Terremoto das Filipinas deixa 190 mortos

O desastre causou prejuízos no valor de mais de US$ 20,5 milhões

Manila – O Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres das Filipinas elevou nesta terça-feira para 190 o número de mortos no terremoto de 7,2 graus que atingiu o centro das Filipinas na semana passada e causou prejuízos no valor de mais de US$ 20,5 milhões.

Das 190 mortes, 177 ocorreram na ilha de Bohol, onde foi localizado o epicentro do terremoto. Além disso, 511 dos 605 feridos pelo tremor foram registrados na ilha, informaram o órgão e a Agência de Notícias Filipina.

Segundo o Conselho, o terremoto também causou danos na infraestrutura da região no valor de mais de 900 milhões de pesos (US$ 20,5 milhões).

Além disso, o órgão assinalou que desde a última terça-feira, foram registradas 2.384 réplicas do tremor, mas apenas 57 delas tiveram intensidade suficiente para serem sentidas pela população da região.

Um total de 17 igrejas históricas ficaram danificadas, entre elas a Basílica Menor do Santo Menino, em Cebu, considerada o monumento mais antigo da Igreja Católica no país e que data do século XVI.

As Filipinas estão localizadas sobre o chamado “Círculo de Fogo do Pacífico”, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica onde ocorrem mais de 7 mil tremores por ano, a maioria deles moderados.