Tensão aumenta e Croácia fecha fronteira com a Sérvia

Cerca de 51 mil refugiados chegaram na Croácia em pouco mais de uma semana e o país fechou a fronteira com a Sérvia

Zagreb/ Croácia – As tensões aumentaram entre a Sérvia e a Croácia nesta quinta-feira em meio a um esforço para chegar a um acordo para lidar com milhares de imigrantes que chegam nos países bálticos em busca de refúgio em outras partes da Europa.

Cerca de 51 mil refugiados chegaram na Croácia em pouco mais de uma semana e o país fechou a fronteira com a Sérvia.

A Sérvia proibiu importações provenientes da Croácia para protestar contra a decisão da Croácia de fechar a fronteira e barrar os imigrantes que estão na Sérvia de entrar na Croácia, no seu caminho para a Europa Ocidental. Em resposta, a Croácia proibiu todos os veículos sérvios registrados de entrar no país.

“A Croácia está se comportando de forma irresponsável. Ao impor esta agressão econômica, eles estão prejudicando a economia de ambos os países”, disse Nebojsa Stefanovic, ministro do Interior da Sérvia.

“A Sérvia é forçado a introduzir medidas preventivas contra a Croácia. Nós não estamos felizes com isso, mas temos de proteger nosso Estado, nossa soberania e nosso futuro”, acrescentou.

Esta decisão atinge um dos principais parceiros comerciais da Europa e pode custar para cada nação cerca de US$ 1,1 milhão por dia.

Os problemas se intensificaram depois que a Hungria fechou sua fronteira aos imigrantes no dia 15 de setembro, redirecionando os refugiados para o oeste através da Croácia.