Tempestade Cristina se forma no Pacífico em frente ao México

Tempestade tropical Cristina está localizada em frente ao litoral do estado de Guerrero, no sul do México

Cidade do México – O sistema de baixa pressão 3-E, localizado em frente ao litoral do estado de Guerrero, no sul do México, se transformou na tempestade tropical Cristina, informou nesta segunda-feira o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) do país.

A tempestade, que se formou às 22h locais (meia-noite de Brasília), está a 255 quilômetros ao sul-sudoeste de Zihuatanejo, em Guerrero, e a 270 quilômetros ao sul de Lázaro Cárdenas, no estado de Michoacán, afirmou o SMN em um boletim divulgado na noite desta segunda.

Cristina, a terceira tempestade da temporada atual de furacões no Oceano Pacífico, gera ventos máximos sustentados de 65 km/h e rajadas de até 85 enquanto se desloca a uma velocidade de 4 km/h rumo ao oeste.

O sistema favorecerá chuvas intensas em algumas áreas dos estados de Jalisco, Colima, Michoacán, Guerrero e Oaxaca, e fortes em Nayari, no oeste mexicano, com ventos de 50 km/h nas áreas litorâneas e ondas de até três metros de altura.

O Serviço Meteorológico recomendou precaução aos cidadãos já que podem acontecer desmoronamentos, deslizamentos de encostas, transbordamento de rios, interrupções no trânsito, assim como inundações nas áreas mais baixas e urbanas.

Além disso, o SMN aconselhou as pessoas a seguirem as instruções do sistema nacional de Defesa Civil e das autoridades estaduais e municipais.

De acordo com os meteorologistas, estão previstos 23 ciclones tropicais na temporada deste ano, 14 no Oceano Atlântico e nove no Pacífico.

Em 2013, oito ciclones tropicais passaram pelo México, três na bacia do Atlântico e cinco na do Pacífico.

Dois deles, os furacões Ingrid e Manuel, atingiram o país simultaneamente em meados de setembro, causando 157 mortes.