Tempestade Chris se afasta do litoral dos EUA e ameaça se tornar furacão

Especialista prevem que a terceira tempestade no Atlântico deste ano pode se tornar um furacão nas próximas horas, enquanto se move sobre o mar

Miami – A tempestade tropical Chris começou nesta terça-feira a se afastar do litoral sudeste dos Estados Unidos, onde se manteve estacionária, e se move em direção ao nordeste para provavelmente se transformar ainda hoje um furacão, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC).

Chris, terceira tempestade com nome no Atlântico este ano, se encontra 320 quilômetros ao sudeste do Cabo Hatteras, na Carolina do Norte, e apresenta ventos máximos sustentados de 110 km/h.

Uma tempestade se transforma em furacão quando seus ventos máximos sustentados chegam aos 119 km/h na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até a categoria 5.

Chris se desloca lentamente em direção ao nordeste com uma velocidade de translação de 15 km/h e espera-se que mantenha hoje esta trajetória.

Os especialistas previram um “fortalecimento adicional” da tempestade, por isso pode se transformar em furacão nas próximas horas, enquanto se move sobre as águas do Atlântico.

Espera-se que Chris continue se intensificando até amanhã à noite, para perder força nas últimas horas de quinta-feira até se transformar em sistema “pós-tropical”.

Até o momento não foi emitido nenhum alerta de tempestade para as regiões litorâneas povoadas, embora o progresso do fenômeno deva ser monitorado desde a costa da Carolina do Norte até o Canadá, acrescentaram os especialistas.

Na atual temporada de furacões no Atlântico, que começou em 1º de junho, três tempestades se formaram, uma das quais, Beryl, se transformou em furacão de categoria 1.