Sustentabilidade virou necessidade para empresas, dizem premiados

Vencedores do Guia EXAME de Sustentabilidade contam por que as empresas só têm a ganhar com a adoção das melhores práticas sociais e ambientais

Executivos premiados durante a festa do Guia EXAME de Sustentabilidade 2007, que aconteceu nesta terça-feira (27/11) em São Paulo, acreditam que as empresas que adotam práticas de sustentabilidade conseguem obter diversas vantagens, seja por meio da conquista de grandes clientes no exterior e do respeito da sociedade ou com a valorização de suas ações na bolsa.

Antônio Maciel Neto, presidente da Suzano Papel e Celulose, empresa premiada na festa, conta que conseguiu aumentar a produção da fábrica de Mucuri (BA) em 60% e mesmo assim diminuir seu consumo de água. Clique aqui e ouça um histórico das ações sustentáveis do grupo Suzano. Já neste segundo áudio, Maciel afirma que o eucalipto, matéria-prima das empresas brasileiras do setor, não prejudica o solo.

Outra premiada da noite, a diretora de desenvolvimento sustentável do Banco Real, Malu Pinto, afirmou que a tendência é de que a instituição financeira aumente os investimentos em ações de sustentabilidade após sua venda para o espanhol Santander. Clique aqui e ouça a entrevista.

Já o presidente da Serasa, Elcio Aníbal de Lucca, diz que a adoção das melhores práticas de responsabilidade socioambiental valorizaram a empresa durante as negociações de sua venda para a irlandesa Experian. Os bancos Itaú, Unibanco e Bradesco venderam o controle da maior empresa brasileira de análise de crédito por 1,2 bilhão de dólares. Ouça a entrevista aqui.