Suspeito de matar a mãe em Madri guardou restos mortais em potes

Polícia espanhola encontrou mulher esquartejada e partes guardadas em recipientes pela casa; jovem já havia sido preso 12 vezes, a maioria por maus-tratos

Um jovem foi detido em Madri, suspeito de ter assassinado a própria mãe e de colocar seus restos mortais em diferentes recipientes depois de cortá-la em pedaços, informou nesta sexta-feira (22) a Polícia espanhola.

“No dia de ontem (quinta-feira), depois que uma amiga da falecida denunciou que havia passado um mês sem vê-la, uma patrulha da polícia foi à residência (da mulher) e a encontrou esquartejada”, explicou à AFP uma porta-voz da Polícia nacional.

Os agentes encontraram “restos mortais em tupperwares pela casa”, na residência da família no bairro de Salamanca, situado no centro da capital espanhola.

O filho de 26 anos foi detido no local como o suposto autor do homicídio da mãe, de 66 anos.

O jovem já tinha sido detido doze vezes, a maioria por maus-tratos, informou a porta-voz da Polícia.

A imprensa madrilense evocou um possível caso de canibalismo, mas a polícia não quis confirmar esta hipótese.