Surto de bactéria na Alemanha é ‘muito severo’, alerta OMS

Médicos dizem que não sabem a origem do problema que já matou 14 pessoas no país

Londres – O surto de Escherichia coli (E.coli) na Alemanha, que matou 14 pessoas até agora, foi classificado como “muito severo” pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Não sabemos qual é a origem do problema, mas estamos pedindo que todos países fiquem alertas e cooperem com as investigações”, afirmou a médica Hilde Kruse, gerente do programa de segurança alimentar da OMS. “Este surto de E.coli é muito severo”, afirmou.

Além das 14 mortes na Alemanha, centenas de pessoas permanecem internadas na Europa. A bactéria teria sido encontrada em pepinos orgânicos importados da Espanha, mas as autoridades ainda procuram a fonte exata da contaminação. Bélgica e Rússia proibiram as importações de vegetais da Espanha, mas o governo espanhol negou que o país seja a origem do problema e vai recorrer à União Europeia (UE) por compensações financeiras diante dos prejuízos nas vendas.

A imprensa local informa que há cerca de 1,2 mil casos suspeitos de contaminação com E.coli. Os casos de contaminação registrados até agora abrangem principalmente mulheres adultas. Em ocorrências anteriores, idosos foram mais afetados.

A bactéria causa diarreia e pode provocar a chamada síndrome hemolítica urêmica (HUS, na sigla em inglês), que causa diarreia hemorrágica e danos sérios ao fígado, o que, em alguns casos, leva à morte. A presença da E.coli na água ou em alimentos indica que houve contaminação de origem fecal. As informações são da Dow Jones.