Suprema Corte do Quênia confirma Kenyatta como presidente

Os seis juízes da Corte não aceitaram o recurso apresentado por Raila Odinga, derrotado no primeiro turno das eleições presidenciais

A Suprema Corte do Quênia confirmou neste sábado a vitória de Uhuru Kenyatta nas eleições presidenciais de 4 de março, durante uma audiência pública transmitida ao vivo pela televisão.

Os seis juízes da Corte não aceitaram o recurso apresentado por Raila Odinga, derrotado no primeiro turno das eleições presidenciais por Kenyatta, e por grupos representantes da sociedade civil, que denunciam irregularidades durante a votação.

Lideranças da Coalizão pela Reforma e pela Democracia (CORD), de Odinga, haviam apresentado em 16 de março um recurso à Suprema Corte, depois de o candidato derrotado à presidência ter reafirmado a jornalistas que respeitaria a decisão.

Uhuru Kenyatta venceu as eleições presidenciais com 50,07% dos votos no primeiro turno.