Suíça proíbe venda de carros da Volks afetados por escândalo

A Suíça a proibição das vendas de veículos da fabricante que possam ter motores a diesel equipados com software de manipulação de emissões

Genebra – A Suíça anunciou nesta sexta-feira a proibição das vendas no país de veículos novos da fabricante alemã Volkswagen que possam ter motores a diesel equipados com o software de manipulação de emissões de poluentes utilizado pela companhia, um escândalo que provocou a renúncia do presidente do grupo.

As autoridades locais anunciaram que será constituído uma equipe de trabalho que irá analisar e fará recomendações sobre o tema.

Dessa forma, a Suíça se transformou no primeiro país a tomar medidas restritivas após a descoberta de que o grupo automobilístico alemão manipulou informações de pelo menos 11 milhões de veículos para enganar os órgãos de controle de emissão de poluentes.

A proibição, no entanto, não afeta os carros que já estão em circulação, indicou o governo do país em comunicado, acrescentando que há 180 mil veículos registrados que podem estar equipados com o motor a diesel com o software de manipulação.

Trata-se de modelos das marcas Audi, Seat, Skoda e Volkswagen fabricados entre 2009 e 2014. O próximo comunicado do governo deverá identificar exatamente quais são os veículos afetados.