Suécia vai reconhecer o Estado da Palestina

Novo primeiro-ministro da Suécia disse a parlamentares que o conflito entre Israel e a Palestina só pode ser resolvido por meio de uma solução dos dois países

Estolcomo – O novo primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven, declarou nesta sexta-feira que o país vai reconhecer a existência do Estado da Palestina.

“A Suécia vai reconhecer o Estado da Palestina”, declarou Lofven. Ele não informou quando ou como isso vai acontecer.

Em uma declaração sobre as prioridades de seu governo, o líder social democrata disse a parlamentares que o conflito entre Israel e a Palestina só pode ser resolvido por meio de uma solução dos dois países, com “reconhecimento mútuo” e boa vontade de ambos os lados para que coexistam em paz.

O ministro de Relações Exteriores palestino, Riad Malki, elogiou o anúncio e pediu que outros países da União Europeia sigam o exemplo.

“Em nome do povo palestino e da liderança palestina, nós agradecemos e cumprimentamos a posição sueca”, afirmou Malki em uma declaração.

Ele disse que os outros únicos países da Europa Ocidental que reconheceram o Estado da Palestina foram Malta e Chipre.

Algumas nações do Leste Europeu o fizeram durante a Guerra Fria. Fonte: Associated Press.