Sri Lanka detém 8 suspeitos de participar de ataques no país

Premiê revelou que as forças de segurança tinham recebido avisos sobre possíveis ataques no país

Colombo, Sri Lanka — O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, anunciou neste domingo a detenção de oito pessoas suspeitas de serem responsáveis pela série de explosões ocorridas hoje em três igrejas, quatro hotéis e um complexo residencial no país, que deixaram mais de 200 mortos e 450 feridos.

Wickremesinghe afirmou em entrevista coletiva em Colombo que as forças de segurança detiveram oito pessoas relacionadas com os atentados e apreenderam uma caminhonete usada pelos agressores, sem fornecer mais detalhes sobre os detidos.

Além disso, o premiê revelou que as forças de segurança tinham recebido avisos sobre possíveis ataques no país, “mas não deu atenção suficiente ao assunto”, algo que deve ser investigado, ressaltou. EFE