Soldado russo se suicida em base aérea na Síria

Embora esteja realizando uma investigação, de acordo com as primeiras hipóteses, o militar se matou porque tinham surgido problemas na relação com sua namorada

Moscou – Um soldado russo que participava da interveção aérea da Rússia na Síria se suicidou na base perto da cidade de Latakia (norte sírio), informou nesta terça-feira o Ministério da Defesa russo.

Embora esteja realizando uma investigação, de acordo com as primeiras hipóteses, o militar se matou porque tinham surgido problemas na relação com sua namorada.

“Segundo as primeiras informações obtidas, concretamente da análise das mensagens de texto de seu telefone celular, a razão da morte do militar é que tinha problemas em sua relação pessoal com uma menina”, disse um porta-voz do departamento.

“O militar contratado, que estava na base de Jmeimim como técnico, tirou a vida quando estava descansando após uma missão”, disse o Ministério, citado pelos meios de comunicação russos.

A Rússia começou uma intervenção aérea na Síria em 30 de setembro para apoiar a ofensiva das tropas governamentais sírias contra o grupo terrorista Estado Islâmico e outros grupos jihadistas que lutam contra o regime de Damasco.

Embora Ocidente acuse Moscou de estar tentando salvar a permanência no poder de seu aliado, o presidente Bashar al-Assad, Moscou reiterou em distintas ocasiões que só procura acabar com o inimigo comum EI e outros grupos terroristas.