Sobe para 28 o número de mortos nos distúrbios na Ucrânia

Desde o início dos protestos, 445 pessoas receberam atendimento médico de urgência

Kiev – Um total de 28 pessoas morreram nos distúrbios que estão ocorrendo há dois dias em Kiev, a capital da Ucrânia, informou nesta quinta-feira o Ministério da Saúde do país.

Segundo estatísticas oficiais, desde a última terça-feira até a manhã de hoje, 445 pessoas receberam atendimento médico de urgência, das quais 287 tiveram que ser internadas.

Entre os feridos hospitalizados há 88 efetivos da polícia, seis jornalistas, um deputado, o opositor Vasyl Pazeniak, quatro menores de idade e dois estrangeiros, detalhou a assessoria de imprensa do Ministério.

A capital da Ucrânia teve uma noite de relativa calma após a trégua estipulada pelo presidente do país, Viktor Yanukovich, e os líderes da oposição para estabilizar a situação no país.

A trégua foi anunciada na última hora da quarta-feira após uma reunião entre Yanukovich e os líderes dos três partidos de oposição com representação parlamentar, realizada em meio a fortes pressões da comunidade internacional para acabar com a violência na ex-república soviética.

“Agora foi declarada uma trégua e começou um processo de negociação para estabilizar a situação”, afirmou Arseni Yatseniuk, líder do principal partido de oposição, o Batkivschina (Pátria), depois da reunião com Yanukovich.