Sobe para 19 número de mortos em acidente de avião em Taiwan

24 pessoas seguem desaparecidas

Taipé – O número de mortos no acidente desta quarta-feira com o avião da TransAsia em Taipé (Taiwan) aumentou para 19, enquanto 24 pessoas seguem desaparecidas e 15 feridos foram hospitalizados, segundo o governo local.

Na aeronave da companhia taiuanesa, que caiu no rio Jilong por razões desconhecidas, viajavam 58 pessoas, entre elas cinco membros da tripulação e duas crianças.

As caixas-pretas do avião foram localizadas e enviadas para análise para se estabelecer as causas do acidente, enquanto continuam as operações de resgate, segundo a Administração de Aviação Civil da ilha.

O avião, um bimotor turboélice ATR-72 de fabricação franco-italiana, caiu no rio após realizar um giro brusco e atingir um viaduto dez minutos após decolar com direção à ilha taiuanesa de Kinmen.

Em sua queda, o avião bateu em um táxi com a ponta da asa esquerda antes de atingir a ponte e cair nas águas do rio. Segundo testemunhas, o piloto tentou recuperar altitude para evitar o acidente.

O motorista do táxi e uma passageira ficaram feridas e foram transferidos para um hospital próximo, mas estão fora de perigo.

O local do acidente está a apenas cinco quilômetros da pista de decolagem, segundo a agência taiuanesa ‘CNA’.

O piloto do avião enviou três mensagens para a torre de controle indicando situação de extremo perigo pouco após decolar do aeroporto Songshan, em Taipé, informou a Administração de Aviação Civil de Twaian, que já iniciou uma investigação sobre as causas do acidente.

A operação de salvamento, que conta com a participação de 500 integrantes e várias lanchas, balsas e helicópteros, conseguiu resgatar nas águas do rio e zonas próximas 24 pessoas, entre elas uma criança de três anos.

Na fuselagem do avião, mantido flutuando por mais de dez balsas, encontram-se presos um número ainda não determinado de passageiros.

Não se descarta a hipótese de alguns passageiros terem sido arrastados pela corrente, pois foram encontrados restos de bagagens até a um quilômetro de distância do acidente, disse o diretor interino do Corpo de Bombeiros de Taipé, Wu Chun-hung.

‘Alguns passageiros foram lançados do avião com seus assentos, e estamos buscando no rio porque alguns foram arrastados pela corrente e esperamos achar sobreviventes’, disse Wu.

O avião foi construído em abril do ano passado e tinha passado por sua última revisão em 26 de janeiro, segundo confirmou um representante da Aviação Civil Aeronáutica da ilha.

Trata-se do segundo acidente envolvendo essa companhia aérea taiwanesa em menos de um ano, depois que 48 pessoas morreram em julho do ano passado na queda de um avião do mesmo modelo.

Na ocasião, a aeronave se acidentou quando precisou realizar um pouso de emergência nas ilhas Penghu por causa das más condições atmosféricas devido à passagem do tufão Matmo.