Sírios convocam protestos contra bombardeios da coalizão

Ao menos 56 civis, entre eles crianças, morreram na terça-feira nos ataques da coalizão. Os militantes divulgaram a convocação através do Facebook

Militantes sírios convocaram nesta quinta-feira protestos para o próximo domingo em todo o mundo, após bombardeios da coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, que mataram dezenas de civis perto da cidade de Manbij, controlada por terroristas.

Ao menos 56 civis, entre eles crianças, morreram na terça-feira nos ataques da coalizão na província de Aleppo, perto do reduto do grupo Estado Islâmico de Manbij, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Os militantes divulgaram esta convocação através do Facebook sob o lema “Manbij está sendo exterminada”.

“Pedimos a todos os sírios, seja qual for sua afiliação ou sua religião, e a todos os povos livres (…) que se solidarizem no domingo, dia 24 de julho, com nossa cidade destruída”, afirmava uma das páginas do Facebook.

Este apelo é uma resposta “aos massacres cometidos pelos aviões da coalizão”, disse a publicação.

Os Estados Unidos reconheceram ter realizado bombardeios perto de Manbij e disseram que investigarão as informações relacionadas à morte de dezenas de civis.