Síria obtém acordo para saída de rebeldes de bairro de Homs

O acordo patrocinado pela ONU tem por objetivo por fim aos bombardeios e ao sítio do exército em Waer

As autoridades de Damasco e representantes dos insurgentes chegaram a um acordo nesta terça-feira para que os rebeldes abandonem nos próximos dois meses o último bairro de Homs (centro) que controlavam, informou o governo provincial.

O acordo patrocinado pela ONU tem por objetivo por fim aos bombardeios e ao sítio do exército em Waer, o último bairro defendido pelos rebeldes na cidade, que o apelidaram de “capital da revolução”.

“Aplicaremos o acordo por etapas. Entre 200 e 300 homens armados irão na primeira etapa (…) que se inicia no sábado”, declarou o governador provincial Talal Barazi.

Durante a primeira etapa, uma parte das armas pesadas e médias serão entregues às autoridades.

A médio prazo, cerca de 2.000 insurgentes terão de deixar o bairro, segundo o acordo cuja aplicação pode ser prolongada até dois meses, indicou a fonte.

Barazi se reuniu con representantes de todos os movimentos rebeldes de Waer, incluindo a Frente Al Nosra, facção síria da Al Qaeda, e com a sociedade civil do bairro.