Síria entrega novos dados sobre seu programa químico

Segundo ONU, país entregou a peritos internacionais dados adicionais, indo além da declaração de 21 de setembro

Nações Unidas – A Síria entregou a peritos internacionais dados adicionais sobre seu programa de armas químicas, indo além da declaração de 21 de setembro sobre seu arsenal de gases venenosos, informou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.

A equipe consiste de especialistas da Organização para a Proibição de Armas Químicas, de Haia, Holanda, com a ajuda de pessoal da ONU. Na semana passada, o Conselho de Segurança da ONU exigiu a eliminação do arsenal químico da Síria.

O porta-voz da ONU, Martin Nesirky, disse que o diretor-geral da organização, Ahmet Uzumcu, informou o conselho executivo da entidade que a Síria havia entregue novos detalhes sobre o programa.

“O material adicional está sendo revisado pela Organização para a Proibição de Armas Químicas”, declarou Nesirky. Ele afirmou que Uzumcu deve atualizar os países membros da organização na terça-feira. Nesirky não deu detalhes sobre os novos dados.

Diplomatas ocidentais em Nova York dizem que o setor de inteligência de seus países estão analisando a declaração sobre o programa de armas químicas da Síria enviada pelo presidente sírio, Bashar al-Assad, em 21 de setembro.

O conteúdo da declaração não foi divulgado publicamente.