Sindicatos argentinos convocam manifestação contra Kirchner

Os manifestantes devem sair às ruas no próximo dia 19 de dezembro para exigir a redução dos impostos sobre os salários

Buenos Aires – Sindicatos da Argentina contrários à presidente Cristina Kirchner convocaram na noite desta terça-feira uma grande manifestação para o próximo dia 19 de dezembro, na histórica Praça de Maio, para exigir a redução dos impostos sobre os salários.

“Fazemos uma convocação a todos os trabalhadores da Argentina que tenham a intenção de expressar esta exigência ao governo”, disse em entrevista coletiva Hugo Moyano, líder da ala opositora da Central Geral dos Trabalhadores (CGT).

A convocação se segue à grande paralisação de 20 de novembro, que bloqueou Buenos Aires, e à ocupação da Praça de Maio por milhares de trabalhadores contra as políticas fiscais e salariais de Kirchner, no dia 10 de outubro.

Outro protesto, contra a reeleição de Kirchner e a insegurança em Buenos Aires, paralisou a capital argentina no dia 8 de novembro.