Será o fim oficial do Irã. Nunca ameace os EUA de novo, alerta Trump

O presidente norte-americano se pronunciou horas depois que Hossein Salaim afirmou que o Irã não teme uma guerra, ao contrário dos Estados Unidos

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou ao Irã neste domingo (19), para que não volte a ameaçar os americanos porque uma reação significaria o “fim oficial” do país asiático.

“Se o Irã quer brigar, esse será o fim oficial do Irã. Nunca ameace os Estados Unidos de novo”, publicou o governante no Twitter, em meio à crescente tensão entre os dois países.

Trump se pronunciou horas depois que o comandante em chefe dos Guardiões da Revolução, Hossein Salaim, afirmou que o Irã não teme uma guerra, ao contrário dos Estados Unidos.

“Nós não buscamos guerra, mas também não a tememos. Esta é a diferença em relação a eles (americanos), que têm medo da guerra e não têm vontade para ela”, declarou Salaim em discurso durante um evento militar transmitido pela televisão estatal.

Salami ressaltou que o Oriente Médio pode se transformar em um recipiente de pólvora para os Estados Unidos.

Os EUA decidiram mobilizar no golfo Pérsico o navio de assalto anfíbio USS Arlington, mísseis Patriot, o porta-aviões USS Abraham Lincoln e bombardeiros após denunciarem “indícios” de planos ofensivos do Irã contra as forças americanas no Oriente Médio.

No entanto, os departamentos de Defesa e Estado ainda não divulgaram provas, o que gerou ceticismo tanto entre a oposição como entre alguns de seus principais aliados.

Nesta sexta-feira, Trump criticou a imprensa por realizar uma cobertura “inexata” da tensão com o Irã, mas disse que as informações incorretas mantêm o Teerã sem saber “o que pensar”.

“Os veículos de imprensa falantes estão prejudicando o nosso país com a sua fraudulenta e altamente inexata cobertura do Irã. Representa uma distração, mal fundamentada em fontes (inventadas) e resulta um perigo”, escreveu o governante no Twitter.