Sequestrados 12 operários que reparavam linha de alta tensão

Grupo armado desconhecido sequestrou no norte da Síria 12 operários que trabalhavam no reparo de uma linha de alta tensão

Beirute – Um grupo armado desconhecido sequestrou nesta segunda-feira na província de Alepo, no norte da Síria, 12 operários que trabalhavam no reparo de uma linha de alta tensão danificada pelos ataques, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os operários tentavam regular um trecho do cabo de alta tensão entre as áreas de Al Zorba e Al Zaitun, que se conecta com várias outras usinas em Alepo e com a província vizinha de Idlib.

Por enquanto, nenhuma organização reivindicou o sequestro.

A infraestrutura da rede elétrica se transformou em alvo frequente de ataques na Síria.

Na cidade de Alepo, os rebeldes cortaram o abastecimento várias vezes para pressionar o regime do presidente sírio, Bashar al Assad.

A eletricidade não é o único serviço que foi afetado na cidade, a maior do norte da Síria, já que a água está cortada em alguns bairros desde maio, em meio à troca de acusações entre as autoridades e os rebeldes.

Por causa dessa situação, moradores de Alepo recorrem a poços, alguns deles contaminados e com água não apta para consumo humano.