Separatistas farão passeata pela independência da Catalunha

O plano prevê proclamar em no máximo 18 meses a independência desta vigorosa região do nordeste da Espanha, que representa 20% do PIB do país

Os separatistas organizam uma grande grande passeata na sexta-feira em Barcelona para lançar a campanha das eleições regionais do dia 27, apresentadas por este movimento como um plebiscito sobre a independência da Catalunha e a secessão da Espanha.

As pesquisas mais recentes apontam a vitória de duas listas separatistas.

Juntas, as listas conquistariam a maioria absoluta no Parlamento regional (68 sobre 135), o suficiente, segundo presidente catalão, o ativista pró-independência Artur Mas, para iniciar o processo.

O plano prevê proclamar em no máximo 18 meses a independência desta vigorosa região do nordeste da Espanha, que representa 20% do PIB do país, a quarta maior economia da zona do euro.

A situação provoca inquietação entre muitos do 7,5 milhões de habitantes da região que se consideram espanhóis e catalães, e temem encontrar-se atrás de uma nova fronteira.

O debate divide famílias e transcende as correntes ideológicas. As listas separatistas – Junts pel sí (Juntos pelo sim) e CUP (Candidatura de UnidadePopular) – vão da centro-direita até a extrema esquerda.

As eleições de 27 de setembro acontecerão após três anos de tensão entre o governo conservador espanhol de Mariano Rajoy e o governo catalão dirigido por Mas.