Senador acusa Obama de “incitar pânico nos mercados”

"Isso é irresponsável e ameaça criar um pânico desnecessário", afirmou o principal republicano no Comitê de Finanças do Senado dos Estados Unidos, Orrin Hatch

O principal republicano no Comitê de Finanças do Senado dos Estados Unidos, Orrin Hatch, enviou uma carta hoje ao Departamento do Tesouro afirmando que a administração do presidente Barack Obama está provocando “maior incerteza e volatilidade” nos mercados financeiros com seus alertas sobre a ameaça oriunda da não elevação do teto da dívida.

“Isso é irresponsável e ameaça criar um pânico desnecessário”, afirmou.

Na carta, endereçada ao secretário do Tesouro, Jacob Lew, o senador afirma que os comentários feitos por Obama e seus aliados ameaçam destruir os investimentos de milhões de norte-americanos.

“Como secretário do Tesouro, você recebeu a incumbência de ser um administrador responsável das finanças públicas, e deveria agir com toda responsabilidade para fortalecer a abrangência, liquidez e eficiência dos mercados de títulos de dívida dos EUA”, diz Hatch.

Segundo o senador, os republicanos “estão dispostos a trabalhar com os democratas para chegar a uma solução sensata” para o impasse fiscal.

“A esmagadora maioria dos membros do Congresso está comprometida a garantir que os EUA não declarem default”, afirmou.

Fonte: Dow Jones Newswires.