Seguindo os Estados Unidos, Paraguai inaugura embaixada em Jerusalém

Cerimônia acontece poucos dias depois que Guatemala e os EUA transferiram suas embaixadas em Israel para Jerusalém

O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, inaugurou nesta segunda-feira a embaixada de seu país em Jerusalém, a terceira nação a tomar tal decisão, que revolta os palestinos, depois de Estados Unidos e Guatemala.

Cartes e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu estavam na cerimônia, poucos dias depois que Guatemala (16 de maio) e Estados Unidos (14) oficializaram a transferência de suas embaixadas em Israel para Jerusalém.

As decisões geraram grande controvérsia, levando em consideração o status de Jerusalém – cuja parte Oriental os palestinos desejam como capital de seu futuro Estado – em um contexto de persistente conflito israelense-palestino.

“Esta decisão soberana é um acontecimento histórico para os vigorosos vínculos de amizade que unem Israel e Paraguai”, disse Cartes, que destacou a coincidência com o aniversário de 70 anos da criação do Estado de Israel, “que meu país ajudou a aderir à Organização das Nações Unidas”.

No dia 15 de maio, o presidente eleito do Paraguai, Mario Abdo Benítez, disse que examinará “no momento apropriado” a decisão de Horacio Cartes de transferir a embaixada em Israel de Tel Aviv a Jerusalém, depois de admitir que não foi consultado.

“Cartes pode tomar a decisão que quiser (…) Foi uma decisão em que não nos consultou. Em nosso sistema diplomático vamos ter muito cuidado com o que vamos dizer, embora possamos revisar (a decisão). Vamos analisar no momento”, disse Abdo Benítez.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. 2 países traficantes de armas. Leiam a análise : “Israel e Paraguai, um suspeito caso de amor” em http://memoriasolehchadash.blogspot.com.br/2018/05/israel-paraguai-um-suspeito-caso-de-amor.html