Secretária de Comércio dos EUA quer relação aberta em Cuba

Pritzker chegou à Cuba na terça-feira e visitou o porto de Mariel, um dos projetos econômicos mais importantes do governo Raúl Castro

A secretária de Comércio americana, Penny Pritzker, afirmou nesta quarta-feira que Cuba e Estados Unidos podem “construir uma relação mais aberta”, ao inaugurar em Havana um encontro entre funcionários dos dois países.

“Podemos construir uma relação mais aberta entre nossas nações”, disse Pritzker na abertura fórum em que funcionários dos Departamentos de Tesouro, Comércio e Estado dos Estados Unidos e representantes de vários ministérios e empresas cubanas discutiram sobre o alcance e as limitações das flexibilizações ao embargo americano.

“Queremos ajudar a todos os cubanos a inserir-se na economia mundial e a desfrutar de um melhor nível de vida, mas também queremos dar ao povo dos Estados Unidos a oportunidade de aprender sobre Cuba e a desenvolver relações com as pessoas da ilha, que está a somente 90 milhas da costa americana”, completou Pritzker.

O ministro de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro cubano, Rodrigo Malmierca, disse aos visitantes que seu país “aprecia muito as “muito as medidas tomadas pelo presidente Obama no sentido de flexibilizar de alguma maneira o alcance do bloqueio (embargo)” contra a ilha.

Pritzker chegou à Cuba na terça-feira e visitou o porto de Mariel, um dos projetos econômicos mais importantes do governo Raúl Castro.