Sarkozy pede respeito mútuo entre França e Turquia

Após a aprovação da lei na Câmara Baixa francesa, a Turquia convocou seu embaixador em Paris para consultas e interrompeu os contatos oficiais

Praga – O presidente da França, Nicolas Sarkozy, pediu nesta sexta-feira respeito mútuo de visões entre seu país e a Turquia. As duas nações travam uma disputa diplomática, após a Assembleia Nacional, a Câmara Baixa francesa, aprovar na quinta-feira um projeto que criminaliza o genocídio armênio. O projeto seguiu para o Senado.

“Eu respeito as visões de nossos amigos turcos – é um grande país, uma grande civilização – e eles devem respeitar as nossas”, afirmou Sarkozy em Praga, onde está para o funeral do ex-presidente da República Checa e ícone revolucionário Vaclav Havel.

O ministro das Relações Exteriores da França, Alain Juppé, pediu calma em meio à disputa diplomática. Segundo ele, algumas declarações dadas foram “excessivas”. “Há muitas razões para manter a relação de França e Turquia de confiança e, ouso dizer, de amizade”, afirmou Juppé. O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, chegou a afirmar que a França era “racista” e acusou o país de incitar o sentimento antimuçulmano.

Após a aprovação da lei na Câmara Baixa francesa, a Turquia convocou seu embaixador em Paris para consultas e interrompeu os contatos oficiais, inclusive grande parte da cooperação militar, em protesto. As informações são da Dow Jones.