Sarkozy diz que é preciso colocar Grécia e Itália ‘nos trilhos’

Presidente francês disse que concentrará seus esforços para salvar a Europa e avisou que não há outra alternativa

Paris – O presidente francês, Nicolas Sarkozy, assegurou nesta sexta-feira que está disposto a defender a Europa com “todas as (suas) forças”, razão pela qual terá que “colocar novamente nos trilhos” Grécia e Itália.

“Lutarei com todas as minhas forças para preservar a solidariedade e a força da Europa”, declarou em um breve discurso nas redes de televisão TF1 e France2, ao término de uma cerimônia comemorativa do Armistício da I Guerra Mundial, nos Campos Elíseos.

“É a herança que recebemos de nossos avós e nossos pais, não temos direito a dilapidá-la”, insistiu o chefe de Estado.

“Para França e Alemanha, há duas soluções. A convergência e a paz ou a divergência e o confronto. A convergência e a paz são a Europa. Defenderei esta Europa com todas as minhas forças. Não há outras alternativas”, disse o presidente francês.

“A Europa é uma conquista, mas é uma conquista que é preciso defender”, ressaltou.

Sarkozy se esquivou de uma pergunta sobre suas críticas à União Europeia, que convocou na quinta-feira a França a aprofundar os planos de austeridade.

“O que é preciso é colocar novamente nos trilhos a Grécia, o que está ocorrendo, e nossos amigos italianos (…), é o que está sendo feito”, disse.

Segundo Sarkozy, “nesta crise mundial é preciso encontrar a força, a energia, o valor para que a França continue sendo uma das grandes nações do mundo e uma das primeiras da Europa”.