Santos diz que pretende alcançar paz em acordo com as Farc

Os confrontos armados no país envolvendo a guerrilha e as forças do governo duram quase meio século

Brasília – Determinado a retomar as negociações em busca de um acordo pacífico com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse hoje (3) que seu objetivo é acabar com o conflito no país e trazer a paz de volta à população. Os confrontos armados no país envolvendo a guerrilha e as forças do governo duram quase meio século.

“Espero que possamos chegar a esse sonho de todos os colombianos, porque temos quase 50 anos dessa guerra que causa tanta dor e violência”, disse Santos, no programa de rádio Em Linha com o Presidente, reproduzido no site da Presidência da República da Colômbia.

Para Santos, é possível buscar uma solução para a crise com diálogo. “Queremos acabar com esse conflito por intermédio de um acordo e um retorno ao diálogo, sem repetir os erros do passado”, disse o presidente.

O chefe da guerrilha das Farc, Rodrigo Londoño, confirmou hoje que foi procurado para negociar um acordo com o governo. Segundo ele, as negociações serão retomadas sem rancor e sem arrogância. “Chegamos à mesa do diálogo sem rancor nem arrogância”, disse ele.

Na semana passada, Santos anunciou a retomada das negociações. Lodoño, conhecido pelo apelido Timoleón Jiménez e Timochenko, só se manifestou na manhã de hoje (3).

Criadas em 1964, as Farc surgiram de um movimento de reação dos camponeses colombianos, mas logo se transformaram em um grupo armado e treinado.