Santos: com Trump, Colômbia aprofundará relação com os EUA

O governo sempre manifestou que a relação entre os países está acima de interesses partidários

Bogotá – O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, manifestou nesta quarta-feira que o país aprofundará a relação com os Estados Unidos após a vitória do candidato republicano Donald Trump nas eleições presidenciais de terça-feira.

“Celebramos o espírito democrático dos EUA na #ElectionNight. Com Donald Trump seguiremos aprofundando relação bilateral”, escreveu o líder colombiano em sua conta no Twitter.

O magnata republicano venceu as eleições de ontem ao obter pelo menos 276 votos no colégio eleitoral, seis a mais que o mínimo de 270 requeridos, frente aos 218 de sua rival democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

A Colômbia é o principal aliado dos Estados Unidos na região e o governo sempre manifestou que essa relação está acima de interesses partidários.

“A Colômbia teve o privilégio de ter apoio bipartidário durante muitos anos”, expressou Santos em entrevista à Agência Efe em 27 de outubro ao ser questionado sobre uma possível vitória de Trump nas eleições.

Santos lembrou então que o Plano Colômbia de luta contra o narcotráfico, que considerou “a iniciativa talvez mais bem-sucedida da política externa americana dos últimos tempos, foi uma política bipartidária”.

“Todos os presidentes nos encarregamos de colher esse apoio bipartidário, hoje temos esse apoio bipartidário e eu espero que qualquer presidente mantenha esse apoio bipartidário”, disse então Santos.