Samaras vai seguir em frente com plano de cortes

O premiê grego prometeu aplicar o plano e a flexibilização trabalhista apesar da oposição de seu próprio governo

Atenas – O Executivo grego, comandado pelo conservador Antonis Samaras, vai seguir em frente com a aprovação do plano de cortes e a flexibilização trabalhista como tinha previsto, apesar da oposição de seus parceiros de Governo.

Assim assegurou nesta quinta-feira o ministro das Finanças, Yannis Sturnaras, em declarações à imprensa na saída de uma reunião com Samaras.

Ele também explicou que um alto funcionário de seu Ministério informará hoje, na reunião do Grupo de Trabalho do Eurogrupo em Bruxelas, sobre os progressos feitos nas negociações do pacote de medidas de austeridade, no valor de 13,5 bilhões de euros, entre o Governo e a troika.

Sobre a oposição dos parceiros progressistas do Governo, especialmente do partido de centro-esquerda Dimar, Sturnaras disse esperar que se chegue a um acordo ‘o mais em breve possível’.

Também afirmou que o Governo deve apresentar para votação parlamentar os cortes orçamentários junto com as medidas de flexibilização trabalhista em um só pacote, apesar dos pedidos do Dimar de que se desvinculassem as segundas dos primeiros.

O comitê executivo do Dimar terá nesta quinta-feira uma nova reunião para tentar acercar uma postura.

Sturnaras terá por sua vez um encontro com representantes do partido social-democrata Pasok para assegurar seu apoio.

Os 33 deputados do Pasok, unidos aos 127 do conservador Nova Democracia, bastariam para que todo o pacote fosse aprovado, embora a oposição do Dimar suporia um golpe à estabilidade do Governo tripartite.