Saída de tropas da Síria depende de condições, diz conselheiro de Trump

"Há objetivos que queremos cumprir e que são uma condição para essa retirada", disse Bolton, sem dar detalhes

A retirada das tropas americanas da Síria depende de uma série de condições, afirmou neste domingo (5) o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, em visita a Israel antes de viajar à Turquia.

“Há objetivos que queremos cumprir e que são uma condição para essa retirada”, disse Bolton, sem dar detalhes.

“A data de retirada depende da execução dessas condições. (…) Uma vez concretizado, poderemos falar de um calendário”, acrescentou.

De acordo com a emissora NBC News, os Estados Unidos querem que a Turquia garanta a proteção dos curdos na Síria que combateram os extremistas do grupo Estado Islâmico (EI).

Ancara não escondeu sua intenção de lançar uma ofensiva contra os curdos, pois teme a formação de um Estado independente dessa minoria na Síria.

Bolton também indicou que parte dos 2.000 soldados americanos na Síria poderiam permanecer na base Al Tanaf, no sul, para equilibrar a presença iraniana.