Rússia vetará proposta para levar Síria a tribunal

França circulou proposta de resolução para membros do Conselho de Segurança da ONU que busca atribuições do TPI para possíveis processos de crimes em conflito

Moscou – A Rússia vai vetar uma proposta de resolução da ONU para levar a guerra civil da Síria ao Tribunal Penal Internacional (TPI) caso a proposta seja colocada para votação no Conselho de Segurança, informou nesta terça-feira a agência de notícias Interfax citando uma autoridade russa.

A França circulou uma proposta de resolução para membros do Conselho de Segurança da ONU em 12 de maio que busca atribuições do TPI para possíveis processos de crimes de guerra e crimes contra a humanidade durante o conflito, que já dura três anos.

A Rússia já se manifestou contra tal proposta, mas os recentes comentários do vice-ministro do Exterior, Gennady Gatilov, foram o alerta mais claro de veto.

“A proposta foi apresentada para o Conselho de Segurança da ONU e é inaceitável para nós, e não vamos apoiá-la”, disse Gatiloy, segundo a Interfax. “Se for colocada para votação, vamos vetar”.

A Rússia tem sido o principal suporte diplomático do presidente Bashar al-Assad durante a guerra, bloqueando –junto com a China– três resoluções que poderiam ter condenado o governo sírio, ameaçado sanções e pedido por responsabilidade por crimes de guerra.

A Rússia e os EUA iniciaram um processo de paz que originou conversas entre o governo e seus oponentes, mas as negociações não avançaram e as confrontações entre Moscou o Ocidente sobre a Ucrânia reduziram ainda mas as chances de sucesso.