Rússia se opõe a novas sanções contra o Irã

Diplomacia russa garantiu que não vai apoiar novas medidas contra o país, apesar do relatório da AIEA sobre o programa nuclear iraniano

Moscou – Moscou não apoiará a adoção de novas sanções contra o Irã, após a publicação de um informe da AIEA sobre o programa nuclear iraniano, disse nesta quarta-feira o vice-chanceler russo, Guennadi Gatilov.

“Qualquer sanção adicional contra o Irã será interpretada na comunidade internacional como um instrumento para mudar o regime em Teerã. Este enfoque é inaceitável e a parte russa nega-se a examinar qualquer proposta neste sentido”, acrescentou o vice-ministro, citado pela agência Interfax.

Gatilov também advertiu os países ocidentais contra a tentação de adotar sanções de maneira unilateral.

“Consideramos que o único caminho possível para uma solução é o diálogo. É preciso fazer com que os iranianos falem dos verdadeiros problemas. O que nos preocupa é o recurso unilateral dos ocidentais a mais sanções contra o Irã, o que impede o estabelecimento do diálogo”, acrescentou.

A AIEA, em um informe confidencial do qual a AFP obteve uma cópia, indica que tem “sérias inquietações” pelo programa nuclear iraniano, devido à informação “confiável” que afirma que o Irã tenta desenvolver a arma atômica.