Rússia rejeita adiantamento de eleições na Ucrânia

Autoridades da União Europeia (UE) chegaram hoje a Kiev para pressionar o presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, a convocar eleições antecipadas

Moscou – A pressão das nações europeias para a realização de eleições antecipadas na Ucrânia é uma tentativa de forçar o governo de Kiev a se aliar ao Ocidente, disse na manhã desta quinta-feira o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

Autoridades da União Europeia (UE) chegaram hoje a Kiev para pressionar o presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, a convocar eleições antecipadas em uma tentativa de melhorar a situação no país e diminuir a violência nas ruas.

Os conflitos entre manifestantes e policiais prosseguiam no país nesta quinta-feira.

Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.