Rússia proíbe importações de verduras procedentes da União Europeia

Surto de infecção intestinal seria a causa do bloqueio comercial

Moscou – A Rússia anunciou a proibição a partir desta quinta-feira das importações de verduras procedentes de todos os países da União Europeia (UE), após o surto de uma infecção intestinal que, segundo avaliação inicial das autoridades alemãs, teria sido causado por pepinos espanhóis.

“A partir de hoje entra em vigor a proibição da importação de verduras da União Europeia. Todas as verduras produzidas na UE serão retiradas do mercado em todo o território russo”, afirmou Gennady Onishchenko, chefe sanitário russo, à agência “Interfax”.

Onishchenko se refere ao surto de uma variante da bactéria intestinal “E. coli Enterohemorrágia”, que causou 16 mortes na Alemanha.

A autoridade russa reiterou ainda que desde o início do surto da infecção ficou claro que não foram os pepinos da Espanha a causa do problema.

Em 30 de maio, a Rússia proibiu as importações de verduras procedentes de Espanha e Alemanha, e na ocasião Onishchenko advertiu que a proibição afetaria verduras de toda a UE se a situação não mudasse.