Rússia pede ao ocidente que alivie sanções contra o Irã

Ministro russo das Relações Exteriores pede para que seja considerada "uma eventual flexibilização progressiva" em relação ao programa nuclear iraniano

Moscou – A Rússia defendeu uma flexibilização progressiva das sanções impostas a Teerã em função de seu polêmico programa nuclear, declarou nesta terça-feira o ministro das Relações Exteriores, Serguei Lavrov.

“É preciso evitar o reforço das sanções contra o Irã e começar a considerar uma eventual flexibilização progressiva”, afirmou Lavrov, em uma entrevista à agência de notícias kuwaitiana KUNA, cujo texto foi publicado pelo ministério russo.

“Agora que se vislumbra a possibilidade de um progresso nas negociações, é de extrema importância que todas as partes se abstenham de tomar medidas sem refletir e que possam minar estes esforços”, enfatizou o ministro russo.

Também pediu às grandes potências do grupo “5+1” (Estados Unidos, China, Rússia, Reino Unido, França e Alemanha) e ao Irã que deem mostras de vontade política e de flexibilidade para fazer as negociações progredirem.