Rússia não mobilizou mísseis nucleares, afirma Putin

Rússia não mobilizou mísseis nucleares no enclave ocidental de Kaliningrado, declarou o presidente Vladimir Putin

Moscou – A Rússia não mobilizou mísseis nucleares Iskander no enclave ocidental de Kaliningrado, declarou nesta quinta-feira o presidente Vladimir Putin, respondendo a uma informação da imprensa alemã que provocou preocupação na Europa.

“Até o momento não tomamos nenhuma decisão, fiquem tranquilos”, declarou Putin em sua coletiva de imprensa anual sobre a mobilização destes mísseis de curto alcance que podem ser equipados com ogivas nucleares.

“Há armas táticas nucleares na Europa. Os europeus não as controlam”, afirmou Putin, acrescentando que a Rússia deve reagir à instalação na Europa de elementos do escudo antimísseis americano.

“Dissemos em muitas ocasiões que o escudo antimísseis constituía uma ameaça para nós, para nosso potencial (de dissuasão) nuclear. E que deveríamos reagir a isso de uma maneira ou de outra”, afirmou.

Também lembrou que o Kremlin já apontou no passado que a mobilização de mísseis Iskander em Kaliningrado era uma das opções para reagir ao escudo antimísseis.

O jornal alemão Bild afirmou no sábado que a Rússia havia instalado várias baterias de mísseis Iskander-M, também chamados de SS-26, em Kaliningrado e ao longo da fronteira russa com os países bálticos.