Rússia lamenta decisão de Trump de cancelar reunião com Putin

O governo russo afirmou que após o adiamento da reunião entre os presidentes, as negociações bilaterais serão interrompidas por tempo indeterminado

O Kremlin lamenta a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de cancelar a reunião com seu homólogo russo, Vladimir Putin, no G20, anunciou seu porta-voz na noite desta quinta-feira.

“Lamentamos a decisão do governo americano de cancelar a reunião prevista dos dois presidentes em Buenos Aires”, declarou Dmitri Peskov, citado pela agência estatal de notícias russa TASS.

“Isso significa que as negociações sobre temas internacionais e bilaterais graves se adiam indefinidamente”, acrescentou, ressaltando que “em respeito ao presidente russo, está disposto a manter contatos com seu colega americano”.

Trump cancelou na quinta-feira sua reunião prevista com Putin na cúpula do G20 de Buenos Aires, em meio de uma escalada de tensões entre Rússia e Ucrânia.

“Me baseando no fato de que os navios e os marinheiros não foram devolvidos à Ucrânia da Rússia, decidi que seria melhor para todas as partes envolvidas cancelar a minha reunião previamente programada na Argentina com o presidente Vladimir Putin”, escreveu Trump no Twitter, pouco depois de deixar Washington.

Pouco antes, contudo, ele havia dito que a cúpula do G20 representava um “momento muito oportuno” para falar com Putin.

As tensões entre Ucrânia e Rússia se reativaram no último domingo com a captura de três barcos militares ucranianos em frente à costa da Crimeia. Vinte e quatro fuzileiros navais foram detidos e três deles foram feridos no confronto.