Rússia impõe condições para voltar a importar verduras europeias

Segundo Moscou, os europeus devem estabelecer como e através de quais alimentos foram propagadas as bactérias e determinar a origem dos produtos responsáveis pelo surgimento

Moscou – A Rússia impôs nesta quinta-feira uma série de condições para que seja suspensa a proibição de importação de verduras da União Europeia, que foi estipulada no mesmo dia do surgimento de uma bactéria letal.

Por meio de comunicado, a Agência de Proteção do Consumidor da Rússia pediu que “as estruturas competentes” da Alemanha ou da UE confirmem “as razões da epidemia”, antes de todas as suspensões do embargo.

Segundo Moscou, os europeus devem estabelecer como e através de quais alimentos foram propagadas as bactérias e determinar a origem dos produtos responsáveis pelo surgimento.

A Rússia pede também à UE que demonstre que a situação está sob controle e que publique uma lista com as medidas que permitiriam deter a propagação da epidemia.

Horas antes, a Comissão Europeia pediu a Moscou “a retirada imediata do embargo imposto a todas as exportações de verduras da União Europeia”.

A epidemia provocada pela bactéria enterohemorrágica E.coli (Eceh) já provocou 18 mortes na Europa, sendo 17 delas na Alemanha.