Rússia dobrou ataques aéreos contra EI, diz ministro

O governo russo confirmou mais cedo que a queda do avião que levava 224 pessoas do Egito para a Rússia, no mês passado, foi um ataque terrorista

Moscou – Aviões de combate russos ampliaram os ataques aéreos contra alvos do Estado Islâmico na Síria, afirmou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, nesta terça-feira.

O governo russo confirmou mais cedo que a queda do avião que levava 224 pessoas do Egito para a Rússia, no mês passado, foi um ataque terrorista.

Em declaração televisionada sobre a crise síria liderada pelo presidente Vladimir Putin, Shoigu disse que o número de ataques aéreos, destruindo 140 instalações “terroristas” na Síria.

Os ataques usaram aviões táticos que atuam na Síria desde setembro, quando Moscou lançou ataques contra opositores de seu aliado, o presidente Bashar al-Assad, bem como de bombardeiros de longo alcance do território russo, disse o ministro.

O general Anatoli Zhikharev, comandante da Força Aérea russa de longo alcance, disse que ataques do tipo atingiram alvos do Estado Islâmico no norte sírio, entre eles a província de Raqqa, capital de facto do grupo.