Rússia diz estar preocupada com ação de Trump sobre Jerusalém

Decisão do presidente americano sobre Israel poderia aumentar as tensões na região e desencadear protestos potencialmente violentos no Oriente Médio

Jerusalém – O Kremlin disse que está preocupado com o possível anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconhecendo Jerusalém como a capital de Israel.

A mudança poderia aumentar as tensões na região e desencadear protestos potencialmente violentos no Oriente Médio, onde a maioria muçulmana se opõe fortemente à ideia.

Falando a repórteres em Moscou, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que “a situação não é fácil”.

Ele afirmou que o presidente russo, Vladimir Putin, discutiu a questão com o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, na terça-feira e expressou preocupação com uma “possível deterioração” das relações na região.

Peskov disse, no entanto, que o Kremlin se absteria de comentar uma decisão que ainda não tivesse sido anunciada.