Rússia desenvolve novo míssil balístico intercontinental

Segundo general russo, o míssil é fabricado desenvolvendo ao máximo as tecnologias existentes, o que reduzirá prazos e custos

Moscou – A Rússia desenvolve um novo míssil balístico intercontinental, afirmou nesta sexta-feira o general Serguei Karakaev, comandante das forças de mísseis estratégicos.

A fabricação do míssil acontece “utilizando e desenvolvendo ao máximo as tecnologias existentes, o que reduz consideravelmente os prazos e os custos”, declarou.

O general explicou que vários protótipos foram lançados em 2012, o último deles em 24 de outubro a partir do cosmódromo de Kapustin Yar, na região de Astrakahn (sudoeste da Rússia).

Os resultados dos lançamentos demonstram que o trabalho “está no bom caminho”, completou.

No futuro, este novo míssil, que utiliza combustível sólido, substituirá os já existentes de quinta geração, com os Topol-M.

Este míssil de alcance mundial poderá enfrentar qualquer sistema defensivo, disse o general.