Rússia denuncia ataques dos rebeldes durante trégua em Ghouta

O Exército da Rússia disse que está fazendo todo o possível para garantir o cessar-fogo e a assistência aos civis

Moscou – O Exército da Rússia denunciou que os combatentes opositores atacaram nesta terça-feira posições das tropas da Síria em Ghouta Oriental durante a pausa humanitária de cinco horas e disse que está fazendo todo o possível para garantir o cessar-fogo e a assistência aos civis.

“Durante a pausa humanitária, militantes armados continuaram atacando posições das forças governamentais sírias perto das cidades de Hazram e Nashabiya e mais tarde a ofensiva se estendeu a outras áreas”, informou hoje o chefe do Centro de Reconciliação entre as Partes russo, o general Yuri Yevtushenko.

Ele acrescentou que os rebeldes realizaram dois ataques de morteiro no corredor humanitário organizado para a saída de civis, durante o tempo em que a trégua esteve em vigor, cinco horas, que a partir de hoje serão diárias, de acordo com a iniciativa russa anunciada ontem.

A fonte afirmou que os oficiais russos no terreno estão tomando todas as medidas possíveis para garantir o cessar-fogo em Ghouta Oriental e pedir às forças rebeldes que não impeçam a saída dos civis para áreas seguras.

Yevtushenko disse que tem sido estabelecido um centro temporário de alojamento e uma estação médica para os sírios que deixam Ghouta Oriental.