Rússia confirma posicionamento de mísseis perto da UE

Medida seria resposta à instalação de escudo pela Otan

Moscou  – A Rússia confirmou nesta segunda-feira (16) o posicionamento de mísseis nucleares iskander no enclave de Caliningrado, entre a Polônia e a Lituânia e às portas da União Europeia.

A medida seria uma resposta à instalação de um escudo antimísseis da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) perto do país e já provocou reações na comunidade internacional.

“Isso não contribui para a segurança euroatlântica e não mantém aquele espírito de cooperação com que a Otan e a Rússia trabalhavam. É um motivo de preocupação para a Aliança Atlântica”, afirmaram à ANSA fontes da organização militar.

Segundo essas mesmas pessoas, o escudo criticado pela Rússia é uma forma de proteção contra ameaças de “fora da Europa“.

No entanto, o governo russo procurou minimizar o posicionamento do armamento em Caliningrado. “A colocação dos mísseis iskander não está em contradição com os tratados internacionais”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa do país, Igor Konashenko.