Rússia confirma incêndio em submarino atômico

Ministério da Defesa disse que fogo atingiu apenas a parte externa e que problema já foi controlado

Moscou – O Ministério da Defesa da Rússia confirmou nesta quinta-feira que um incêndio afetou um submarino atômico durante os trabalhos de reparação nos estaleiros de Rosliakovo, na região setentrional de Murmansk.

Uma fonte militar explicou à agência ‘Interfax’ que o fogo se deflagrou durante a utilização de andaimes de madeira pelos operários do estaleiro, mas ressaltou que o incêndio atingiu apenas o casco da embarcação.

‘A propagação do fogo no interior do submarino está descartada. Também não há ameaça para as equipes técnicas da embarcação’, disse.

Além disso, a fonte garantiu que o reator nuclear do submarino está desligado e que a embarcação não possuía nenhum armamento em seu interior no momento do incidente.

Segundo o Ministério de Situações de Emergência, o incêndio foi provocado pela violação das medidas de segurança durante o processo de reparação do navio.

O canal de televisão local ‘TV-21’ informou que o incêndio aconteceu no submarino atômico ‘Yekaterimburg’, que está equipado com mísseis e havia acabado de entrar em reparo em um dos diques do estaleiro.

A emissora acrescentou que alguns helicópteros participaram dos trabalhos de extinção do incêndio. ‘Não há feridos. Os níveis de radiação estão dentro da norma’, afirmou um porta-voz do Ministério de Emergências.

Uma equipe de investigadores militares já se encontra no local do acidente para interrogar as testemunhas e esclarecer as causas do incêndio.

O ‘Yekaterimburg’, que entrou em serviço em 1985 e tem 167 metros de comprimento, está equipado com mísseis de combustível líquido de mais de nove mil quilômetros de alcance.