Rússia concede liberdade sob fiança a ativista suíço

A justiça russa concedeu liberdade sob fiança a outro dos 30 ativistas do Greenpeace detidos em setembro, um suíço

São Petersburgo – A justiça russa concedeu liberdade sob fiança a outro dos 30 ativistas do Greenpeace detidos em setembro, o suíço Marco Weber, elevando a 20 o número de militantes libertados, anunciou nesta quinta-feira a ONG ambientalista.

A decisão foi tomada na noite de quarta-feira por um tribunal de São Petersburgo, no mesmo dia em que a brasileira Ana Paula Maciel deixou a prisão.

A organização anunciou ter pago a fiança de dois milhões de rublos por pessoa (45.000 euros, 61.400 dólares) para nove dos outros 19 militantes, entre eles os argentinos Hernán Pérez Orsi e Camila Speziale.

Todos eles foram parte dos 30 ativistas do barco “Artic Sunrise”, detido em setembro por um comando russo depois que alguns de seus tripulantes realizaram uma ação contra uma plataforma petroleira no Ártico.

Os 30 foram acusados de pirataria e posteriormente de vandalismo. A justiça russa não deixou claro se a primeira acusação, que pode levar a uma pena de até 15 anos de prisão, foi suspensa. A segunda pode acarretar uma pena de até sete anos.