Rússia apela ao COI para poder usar bandeira nos Jogos

Os russos estão competindo como neutros nos Jogos devido às alegações de que o país operou um programa sistemático de doping

Pyeongchang – A Rússia apelou às autoridades olímpicas para que restaurem seu status olímpico e permitam que seus atletas marchem sob a bandeira nacional no domingo, na cerimônia de encerramento dos Jogos de Inverno, mas pode ter que esperar até o último minuto pela decisão.

O chefe da delegação olímpica russa e sua emblemática medalhista de prata na patinação artística Evgenia Medvedeva, fizeram a apelação no sábado ao Comitê Olímpico Internacional em Pyeongchang, em um último esforço para ter o status olímpico da Rússia restaurado.

Os russos estão competindo como neutros nos Jogos devido às alegações de que o país operou um programa sistemático de trapaça por doping nos Jogos de Sochi, em 2014. Eles não puderam usar uniformes nacionais ou ouvir o hino da Rússia durante a entrega das medalhas.

“Nós acreditamos firmemente que cumprimos totalmente com as condições”, disse o chefe da delegação, Stanislav Pozdnyakov, aos repórteres após ele e Medvedeva submeterem seu caso ao COI.

Pozdnyakov disse que afirmou ao conselho executivo do COI e seus atletas cumpriram totalmente com o código de conduta que o COI estabeleceu como condição para restaurar o status olímpico da Rússia, apesar de dois atletas russos terem falhado nos testes de doping nos Jogos.

Após a apresentação, o conselho deliberou por horas, finalmente concordando em retomar as conversas na manhã de domingo.

A reunião do conselho será seguida no domingo por uma sessão completa do COI.

As conversas inconclusivas sugerem que o conselho permanece indeciso, o que significa que a Rússia pode ter que esperar até o início da cerimônia antes de saber se poderá tirar sua bandeira da mala e vestir seus atletas com o uniforme nacional.

Os dois casos de doping da Rússia, envolvendo um medalhista do curling e um atleta de bobsled, o que deve tornar mais difícil para o COI acabar com a suspensão, apesar de um grande apoio dentro da organização para o fim da punição olímpica da Rússia.