Roubado US$ 1 milhão em joia destinada a estrelas de Cannes

O roubo aconteceu no hotel Novotel, do centro da cidade

Cannes – Joias avaliadas em mais de um milhão de dólares destinadas às estrelas do 66º Festival de Cannes foram roubadas na madrugada desta sexta-feira da joalheira suíça Chopard, que fabrica a Palma de Ouro, informou a polícia nesta sexta-feira.

O roubo aconteceu no hotel Novotel, do centro da cidade, a 15 minutos do palácio do Festival, no quarto de um funcionário da joalheria.

A notícia do roubo se espalhou pelos corredores do Festival, no que parece um remake de “Ladrão de Casaca”, de Alfred Hitchcock (1955), onde Cary Grant é um ladrão aposentado que investiga uma série de roubos em grandes hotéis da Costa Azul, incluindo um contra uma rica americana encarnada por Grace Kelly.

Na história real, ocorrida na madrugada desta sexta-feira, “por volta das cinco da manhã”, segundo uma fonte policial, os ladrões desmontaram o cofre com as joias destinadas a personalidades que iriam exibi-las ao subir a famosa escada que conduz ao Palácio do Festival.

A Palma de Ouro, no entanto, está a salvo, informaram à AFP os organizadores do Festival.

Segundo as primeiras estimativas fornecidas pela polícia, havia “mais de um milhão de dólares” em joias no cofre.

No ano passado, a atriz e produtora argentina Martina Gusmán, membro do júri do 65º Festival de Cannes, foi vítima de um roubo no quarto do luxuoso hotel no qual se hospedava.

*Matéria atualizada às 10h46